Mediunidade 1 - Apostila 16

    Mediunidade 1 - Apostila 16

     

     MEDIUNIDADE  -  TEORIA  E  PRÁTICA

    7ª Parte

     

    CORPO  MENTAL

     

    Prosseguindo na análise sobre o corpo Mental, temos a seguir:

    Situações Perturbativas  -  Qualquer situação perturbativa causará danos ao corpo Mental,  sem falar que antes já prejudicou o corpo Físico e o corpo Astral.  Tais situações podem ser assim enumeradas:  alimentos picantes, bebidas alcoólicas, fumo e alucinógenos.  Pelos desarranjos que causam aos corpos Físico e Astral, levam excessivo dano ao corpo Mental.  Além disso, provocam a abertura descontrolada dos chacras trazendo como conseqüência mais imediata os processos de alucinação.  Falaremos detalhadamente sobre isso no estudo dos chacras.

    Outras modalidades de situações perturbativas são, gritos, música estridente e reações revoltosas do temperamento.  Tudo isso desestabiliza o corpo Mental tanto de quem o faz como de quem o ouve.  Os efeitos nocivos notados no corpo Físico é o tremor labial e das mãos.   A esse respeito é de especial atenção observar as crianças, principalmente as que passam horas brincando com jogos eletrônicos, (vídeo-game).  Circunstância que já começa a levantar suspeitas de que tais diversões produzem arritmias cerebrais semelhantes aos efeitos da epilepsia.  A razão é a seguinte:  as crianças até a idade de 14 anos, não só ainda estão com os ligamentos cerebrais, neurônios, em formação, como também são por demais vulneráveis aos ataques externos, através do livre contato físico-astral-mental em que ainda vivem.  Esse fácil contato, que na fase adulta desaparece, leva todo o impacto ocorrido no físico a reverberar no Mental.  Sendo este muito plástico, facilmente, também, se lhe altera a constituição.  Daí manifestar-se no  Físico de uma criança violentada, seja por gritos agressivos dos adultos ou por crimes hediondos, os processos de fuga psicológica, de arritmias cerebrais e, em casos extremos, de autismo.

    Outra circunstância degenerativa, como se expressam dois estudiosos, Arthur Powell da linha filosófica da Teosofia, e André Luiz, da linha filosófica Espírita, nos dizem os dois que o contumaz ato de agressivas discussões mantém o corpo Mental num estado tal de degeneração que podemos chamá-la de inflamação.  Isto é, em pessoas irracíveis, cujo hábito é a agressividade verbal, seus corpos Mentais permanecem em continuada inflamação, como se fossem feridas que não cicatrizam.  Nas mais exaltadas esse estado pode culminar em loucura.  As citações dos referidos estudiosos estão respectivamente em:  O Corpo Mental, página 28, publicado pela Editora Pensamento;  Evolução em Dois Mundos, página 116, editado pela Federação Espírita Brasileira.

    Também é importante salientar que o estado aflitivo e revoltoso, enunciado acima, provoca no corpo Mental um trauma equivalente em desarranjo ao que uma punhalada produz no corpo Humano.

    Temos ainda a considerar que determinadas espécies de livros também são inconvenientes ao corpo Mental.  A razão vem do fato de que todos os livros estão impregnados com os fluidos mentais de seus autores, mesmo que estes se achem a longa distância física e temporal de quem o lê. A qualquer época forma-se a empatia entre autor e leitor.  Desta forma, ao ler, desprevenidamente, o leitor embebe-se nessa influência e, se for suscetível, por ela é movido.  Por isso, deve-se, com sensatez, selecionar os autores que sejam compatíveis com o ideal particular do leitor.

     

    Morbidez  -  O que comentamos acima,  analisando as situações perturbativas, ficará melhor complementado se passarmos os olhos pelos resultados causados pelos renovados atos que podemos chamar de equivocadas situações  comprometedoras da área Mental.

    Arthur E. Powell, citado acima, disse que as pessoas que vivem em constante exasperação têm o corpo Mental em “perpétuo estado de inflamação”.  Mas não fica só nisso, que por si só já é bastante.  Dentro do princípio de atração mútua dos semelhantes, tais indivíduos contraem seus parasitas obsidentes.  Os estados dessa embriagues parasitária, levam a  outra  situação  ainda  mais  deprimen-

    te que se manifesta em encarnações futuras.  São os casos de pessoas portadoras de paralisias, hidrocefalias, mongolismo e idiotia.  Esse desfecho vem do impositivo causado pelas idéias fixas também chamadas de monoideismo.  Estas, enquanto não corrigidas, propagam-se de forma ilimitada no tempo, causando a deterioração do corpo Astral, como tivemos oportunidade de estudar nas apostilas precedentes, e este, como molde para o corpo Físico, nas encarnações seguintes, deteriorado, não poderá formar corpos Físicos saudáveis.

    Mas não só isso.  Essa deterioração se instala, também, no corpo Mental.  Quando esse indivíduo desencarna levando em si a propagação dos efeitos do monoideismo, algo como uma doença  se alastra por todo ele.  Opera-se uma transformação na morfologia, tanto do corpo Mental  como do corpo Astral.  O conjunto desses corpos se transforma em ovóide.  Literalmente em um corpo na forma de ovo, destituído dos atributos comuns ao ser humano, tais como membros superiores e inferiores.  Também, como não poderia deixar de ser, altera-se o psiquismo transformando-os em parasitas que se imantam aos ainda encarnados que, como eles, têm na discussão seu prazer favorito.  Clarividentes, ao  descreverem tais criaturas, contam que ficam orbitando a aura de tais pessoas a quem obsidiam.

    Há, portanto, sobre tais indivíduos, um aniquilamento de  órgãos e membros do corpo Astral, que vai tomando a forma ovóide.  Ou seja, vão se anulando os seus atributos de contato exterior e se tornando um verdadeiro introvertido – inteiramente voltado para dentro.

    É difícil a cura desses estados degenerativos, e seus tratamentos são longos, demandando muitas internações - encarnações – em corpos deficientes.  A atuação curativa tem a seguinte modalidade:  As entidades espirituais associadas a trabalhos assistenciais de cura, junto a algum grupo  aqui na Terra que a isso se dedica, provém, pouco a pouco, em cada encarnação, a regeneração do campo etérico, do corpo Astral e do corpo Mental do indivíduo assim necessitado.  Depois das muitas intervenções sendo o corpo Astral regenerado, por sua influência vai se rearmonizando, também, o corpo Físico, já que ele é o modelador deste.  Essas intervenções regenerativas feitas pelas entidades espirituais é tanto quanto, ou mais, delicada que as intervenções cirúrgicas feitas em nossos hospitais, razão porque após elas deve-se guardar repouso conforme for instruído.  O que se vê, entretanto, é a pouca importância que o indivíduo tratado, ou quem o acompanha no caso, dá a essas recomendações, provocando, com isso, o pouco aproveitamento do tratamento e, até, a volta dos males que o afligiam.

    O que descrevemos acima nos dá uma ligeira visão do que se passa com as pessoas portadoras de desvios emocionais; esquizofrenia, epilepsia, mongolismo, idiotismo, maníacos-depressivos,  além

    dos sub-ramos, como a hidrocefalia, a paralisia e a cegueira, e outras disfunções ligadas à série dos distúrbios da mente.   Evidentemente, naqueles casos em que o portador de um desses estados se mostra pouco atingido por ele, é porque passou por intervenções regenerativas em encarnações anteriores.

    Disso tudo, o que se salienta, é que esses indivíduos têm seus corpos Mentais danificados.  Danos, evidentemente, produzidos em existências que se foram quando nelas utilizaram de todo o potencial de suas mentes para atenderem somente a interesses inconfessáveis.  Exemplos:  magia negra; arquitetar crimes, inclusive atos de guerra; uso de tóxicos, desde o fumo até ao atual krake; submissão desenfreada ao sexo; cristalização em idéias de fanatismo político ou religioso.

    Tal é a Mente.  Poderá ser a grande força transformadora a gerar tudo de bem e de belo, mas poderá ser, também, o grande abismo do qual voltar custará lágrimas sem conta.

    Se dizemos, quando falamos do corpo Astral, que o corpo Físico é o retrato do que somos no plano Astral, podemos dizer que o corpo Físico também é, no que apresenta de emocional e intelectual, a inconfundível revelação do que somos ao nível do plano Mental.

    Com o acima exposto, e em concordância com o que ficou dito nas linhas iniciais da apostila 13, sendo o corpo Mental o mais alto atributo do SER na fase evolutiva humana, qualquer desarranjo nele instalado provocará desvios no corpo Astral, e este moldará um corpo Físico deficiente.  Por tudo isso que aqui tratamos nos preocupa mostrar um caminho que leve à lucidez engrandecedora.  Isto será feito na apostila 17, falando dos Mestres. 

     

    Como diziam os gregos: Mente sã em corpo são

     

    Se o corpo é doente, é porque, igualmente, doente é a mente.

     

    Bibliografia:  Tema    Corpo Mental

    Vide bibliografia indicada na apostila 14

     

    Apostila escrita por

    LUIZ ANTONIO BRASIL

    Maio de 1995

    Revisão em Agosto 2006

    Distribuição gratuita citando a fonte

     

    © 2021 VEG11 - Alimentação e Espiritualidade - Vegetarianismo
    Menu Principal